Cermissões - Ultimas Notícias

4º EPECOOP

CERMISSÕES

O Sistema OCERGS/SESCOOP/RS realizou o 4º Encontro de Presidentes e Executivos de Cooperativas – 4º EPECOOP que teve como tema “Unindo Gestores. Fortalecendo Cooperativas”, o evento reuniu na cidade de Lajeado, centenas de lideranças do Cooperativismo Gaúcho e contou com a presença de caravanas dos estados brasileiros do Pará, Maranhã, Mato Grosso e uma delegação de Cooperativistas do País do Peru. A CERMISSÕES marcou presença no evento através do Presidente, Diamantino Marques dos Santos, Vice-Presidente, Diomedes Rech e do Coordenador de Comunicação e Educação, Valdir Velozo. O Encontro teve como objetivo reunir dirigentes de Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul para discussão dos cenários econômicos e apresentar modelos de gestão Cooperativas. A primeira palestra foi com o Economista, Advogado e Professor Aposentado, Antônio Carlos C. Fraquelli, em sua fala fez referências as inúmeras crises que os brasileiros já enfrentaram devido a problemas econômicos internos e ao reflexos de fatos que afetaram a economia mundial. Fraquelli destacou os últimos percentuais de crescimento do Brasil em relação ao mundo, sendo que em 2013 a média de crescimento mundial foi de 3,9% e o País cresceu apenas 2,7%, em 2014 o crescimento médio do mundo foi de 3,6% e do Brasil de apenas 1,8%, já o cenário 2015-2016 do Fundo Monetário Internacional – FMI lançado em 06 de outubro de 2015 no World Economic Outlook prevê um crescimento mundial médio de 3,1% para 2015 enquanto que o Brasil deverá ficar em -3% e para 2016 o percentual de crescimento econômico do mundo deverá ser de 3,6%, e o Brasil deverá novamente um crescimento negativo de -1%. O governo brasileiro defendia para 2015 uma versão otimista da economia acabou perdendo força face à recessão e a volta da inflação, levando a situação de otimismo pender para o lado pessimista devido a fragilidade da base de sustentação do governo no Congresso, a demora em aprovar o ajuste fiscal, a perda do grau de investimento junto à Standard & Poor’s e as denúncias decorrentes do avanço da operação Lava Jato, fatos que causam a insegurança dos investidores externos diretos para realizar negócios no Pais. O estudioso da economia brasileira e mundial, Antônio Carlos Fraquelli destaca que o melhor investimento que as Cooperativas e empresas devem fazer neste momento é em seus “Recursos Humanos”, ao finalizar sua explanação o Professor Fraquelli deixou duas observações que poderão causar impactos ainda maiores a economia brasileira: a hipótese do IMPEACHMENT e a polêmica em torno da saída da crise. O que ficou claro é que o povo brasileiro enfrentará tempos difíceis pelo menos em 2015/2016 e boa parte de 2017, pois a recuperação da economia do País além dos problemas internos sofrerá com a falta de crédito para investimentos da alçada planetária, sem falar da ausência do Brasil nos novos blocos tanto com os países de economias emergentes, quanto daqueles com considerados como economias avançadas, onde o governo opta apenas pelo MERCOSUL e reforça parcerias com a Colômbia, Venezuela e Argentina, demonstrando a fraqueza estratégica governamental que nos encontramos.

 

 

Untitled Document


EDITAL

    Edital 05 2017











Telefones

0800 541 1122
55 3355 3000
Av. Santa Lúcia,1176
Centro, Caibaté - RS
CEP 97930-000


Localização




Mapa
Notícias
Documentos
Institucional
Comercial
Contato
Intranet
 
Normas Técnicas
Atendimento 24 horas
Central de Notícias
Interrupção Programada
Perguntas Frequentes
Administração e Conselheiros